82. Como fazer uma horta em casa

triagem jul 11 012Aqui vai um roteiro com 7 etapas para você começar sua produção agrícola doméstica.

Plantar comida no quintal (ou até na varanda do apartamento) tem mil vantagens: reforça o cardápio saudável, ajuda a economizar, diminui a produção de lixo e faz a gente se conectar espiritualmente com a natureza. Minha horta existe há quatro anos e, entre erros e acertos, vai melhorando. Tenho estudado bastante, mas ainda há muito o que aprender. Transformei em dicas práticas algumas das minhas descobertas. Aqui vão elas:

1 – A FASE DO SONHO
Deixe a sementinha da vontade de ter uma horta criar raízes dentro de você. Ou seja, não tenha pressa. Passeie pela varanda ou pelo jardim observando o espaço disponível, a incidência de sol (o ideal é pelo menos 5 horas por dia) e de vento (quanto menos melhor — por isso é bom evitar a face sul). Leia sobre hortas domésticas, procure informações na internet e, se puder, visite quem já possui uma. Comece logo a fazer compostagem ou instale um minhocário: assim você já vai preparando o adubo enquanto planeja sua lavoura.

Ponto de encontro dos Hortelões Urbanos no Facebook (para tirar dúvidas e encontrar colegas):  https://www.facebook.com/groups/170958626306460/

Livros: http://www.viaorganica.com.br/livrosepublicacoes.htm; http://www.livrariatapioca.net/

Onde adquirir minhocário:  http://www.moradadafloresta.org.br/; http://composteira.blogspot.com/; http://cadicominhocas.blogspot.com/ (versão mais econômica); http://www.minhocasa.com/ (esse último em Brasília)

Mais sobre compostagem: http://conectarcomunicacao.com.br/blog/62-decomposio/; http://conectarcomunicacao.com.br/blog/47-queridas-minhocas/

 

2 – DECIDINDO ONDE PLANTAR
Um dia você finalmente resolve escolher o espaço. Pode ser um canto do jardim ou uma área cimentada (nesse caso, a horta será em vasos). Nessa hora é preciso ter cuidado para não cair na tentação da megalomania, pois grandes áreas são trabalhosas e você terá que encaixar as atividades de agricultor na rotina diária. Para começar, quanto menor, melhor. Um metro quadrado ou quatro vasos está muito bom. Quando pegar o jeito, você vai expandindo aos poucos a roça. Um bom tamanho para os vasos é a partir de 30 cm de diâmetro. Os menorzinhos são úteis para espécies mais esguias, como cebolinha, salsinha e tomilho.

Muito cuidado também com a tentação do consumismo (o que mais se vê por aí é excesso de equipamento e falta de dedicação). Baldes velhos, latas e potes de plástico que iriam para o lixo podem virar vasos (basta fazer orifícios no fundo com uma furadeira), mas os de barro são os menores.  Será que algum conhecido tem no fundo do armário instrumentos de jardinagem que nunca utiliza? Ou vasos que iria jogar no lixo? Peça doações.

3 – PREPARAR A TERRA
Se for plantar no chão, delimite o local e, com uma enxada, vá “quebrando” a terra para retirar raízes, grama, pedrinhas. Se conseguir aprofundar o buraco uns 40 centímetros será ótimo. Preencha com a terra retirada e de preferência peneirada (sem pedrinhas ou raízes) e composto orgânico, esterco e/ou húmus de minhoca que você fez em casa. Pó de osso também é muito bom (fonte de fósforo), assim como cinzas (potássio). Depois de afofar, nunca mais pise na terra. Por isso os canteiros devem ter no máximo 1,20m de largura. 20 cm de altura é uma boa medida. Se só for possível acessá-los por um dos lados, reduza para uma medida que você alcance confortavelmente sem pisar.

Após a adubação, cubra o canteiro com uma camada de mais de 10 cm de espessura de material seco (palha, folhas ou podas de grama). Se não tiver o suficiente em seu próprio jardim, recolha da rua ou fique de olho naqueles sacos pretos que os jardineiros absurdamente largam para o caminhão de lixo levar embora. Se for plantar em vasos, coloque no fundo 2 cm de argila expandida, cacos de telha ou até pedaços de louça quebrada(com a parte convexa para cima). Em vasos grandes essa camada pode chegar a 10 cm. Preste atenção para não vedar totalmente os furos, pois um bom escoamento de água é fundamental. Em cima, areia na mesma proporção ou tecido de algodão (trapos). Complete o vaso com terra adubada, deixando uma faixa superior livre, onde vai a generosa camada de matéria seca. Mantenha a terra úmida, mas não encharcada.

Se for plantar em vasos, coloque no fundo 2 cm de argila expandida ou cacos de telha (com a parte convexa para cima). Em vasos grandes essa camada pode chegar a 10 cm. Preste atenção para não vedar totalmente os furos, pois um bom escoamento de água é fundamental. Em cima, areia na mesma proporção ou manta bidim (um tecido drenante que você encontra em lojas de jardinagem). Complete o vaso com terra adubada, deixando uma faixa superior livre, onde vai a generosa camada de matéria seca. Mantenha a terra úmida, mas não encharcada.

4 – ESCOLHER SEMENTES E MUDAS
Quais espécies plantar? Isso depende do que você gosta de comer, da época do ano, do espaço disponível e da intensidade da insolação. O melhor é usar sementes orgânicas. Se não encontrar, fique com as normais, que são vendidas em saquinhos em lojas de jardinagem. Na embalagem estão informações sobre período e forma de plantio e espaçamento das mudas. Para otimizar espaços, use a sementeira (uma bandeja cheia de casulos pequeninos que funciona como viveiro).

Para iniciar a horta, as ervas são uma ótima opção, pois em pouca quantidade já mudam o sabor dos pratos. E você pode ir retirando folhinhas em matar a planta. Começar por espécies como alface e cenoura é complicado, já que, depois de cuidar da planta por meses a fio, em um segundo você colhe e come. E fica aquele espaço vazio na horta…

Tomate é o sonho da maioria dos hortelões, mas prepare-se, pois se trata de uma planta exigente e que vai melhor ao inverno. Dizem que chuchu e maracujá são trepadeiras mais simples de cuidar.

Na agricultura orgânica, misturar espécies é uma prática incentivada, pois reduz o risco de ataque de pragas e ajuda a manter a fertilidade da terra. Nem todas as espécies, no entanto, convivem bem. Embora eu use o método “deixa rolar para ver o que vai dar”, existem tabelas de compatibilidade. Consultando-as, montei a lista de casais e desafetos abaixo:
Juntar: alface/cenoura; alface/beterraba; cebola/cenoura; cenoura/rabanete; pepino/rabanete; tomate/cenoura; tomate/cebola; espinafre/morango; rúcula/pimenta; couve-flor/beterraba.
Separar: tomate < > rúcula; tomate < > rabanete; alface < > pepino; alface < > morango

Onde encontrar mudas de ervas aromáticas e medicinais em São Paulo:  http://www.sabordefazenda.com.br/

 5 – CUIDAR
Como os filhos e os animais de estimação, a horta pede cuidados diários. Dá trabalho, claro, mas é uma atividade deliciosa. Aos poucos, cada um encontra seu ritmo e essas orientações podem ajudar:

  • Regar demais é tão ruim quanto deixar as plantas secarem. Use o “dedômetro” para aferir a umidade ideal. É assim: você enfia o dedo bem fundo na terra e verifica se está úmida e grudando. Em caso afirmativo, não precisa regar mais. Atenção: folhas murchas significam sede.
  • Melhores horários para regar e manejar as plantas: início da manhã ou final da tarde. Prefira os dias nublados e mais frescos para transplantar.
  • O verão tropical escaldante e sujeito a tempestades é um período complicado para as plantas. Paciência e atenção redobrada nessa época.
  • A terra deve estar sempre fofíssima como um bolo. Se ficar endurecida, veja se está faltando água ou se a camada de matéria seca necessita de reforço.
  • Algumas plantas são perenes ou vivem durante várias safras, como é o caso das ervas, da berinjela e do pimentão. Outras têm apenas uma colheita, como o tomate e a alface. Misture esses dois tipos para sempre ter uma horta viva.
  • Enquanto uma safra de folhosas cresce, vá preparando a próxima na sementeira.
  • Quanto mais biodiversidade, melhor. Troque mudas com amigos hortelões, arranje sementes diferentes e vá trazendo novas espécies.
  • Na agroecologia não se fala em ervas daninhas e sim em espécies espontâneas. São os matinhos que crescem sem ser semeados. Não precisa exterminar. Se não estiverem alastrando demais ou atrapalhando o desenvolvimento da planta comestível, deixe lá.
  • O chorume do minhocário diluído em água é um excelente adubo para borrifar nas folhas.
  • A cada mês ou quando sentir que a planta está precisando, adube a terra. Mas sem exagero.
  • Contemple todas as etapas da vida: nascimento, crescimento, frutificação, morte e decomposição. Cada uma tem seu encanto.

 

6 – ACEITAR OS ERROS
Inevitavelmente eles vão acontecer. Por falta de experiência, distração, problemas climáticos ou outras razões. Faz parte do processo. Ter uma horta é uma excelente oportunidade de treinar a resiliência, a humildade, a aceitação de que somos falíveis e nem tudo acontece de acordo com a nossa vontade.

 

7 – CURAR
O solo fértil e povoado de milhares de tipos de microorganismos é a base de um ecossistema agrícola perfeitamente equilibrado, em que doenças e pragas não proliferam. Mas na vida real situações ideais são raras, então a probabilidade de enfrentar problemas em algum momento é quase 100%. Mesmo sem saber diferenciar uma cochonilha de um pulgão, tenho me virado para lidar com os ataques por aqui.

Duas atitudes preventivas importantes: plantar cada espécie em sua época adequada e fazer rotação de culturas, mudando não só a espécie como o tipo de planta. Onde estava uma folhosa entra uma raiz, onde estava uma erva entra alguém que dá frutos, como o pepineiro ou tomateiro. Bom mesmo é fazer uma tal adubação verde antes da próxima safra. Ainda não tentei, mas chego lá. Vale a pena também cultivar flores ao lado de espécies comestíveis, pois elas atraem joaninhas e outros bichinhos do bem que controlam a população dos monstrinhos. Nos livros de agricultura ecológica recomenda-se muito as caldas bordalesa, viçosa e sulfocálcica. As receitas estão na internet, mas achei meio complicadas e por isso ainda não tentei.

Quando encontro a infestação, arregaço as mangas e vou esfregando as folhas com os dedos, para arrastar os bichos. A orientação é jogar depois um jato d’água e, em seguida,os preparados antiinfestação. Nas lojas de jardinagem existe o famoso óleo de nim (ou neen), que eu não uso por seu poder inseticida. Opções caseiras são limonada (sem açúcar, claro), calda de fumo, pimenta ou alho batido com água no liquidificador. Alguma dessas coisas misturada com sabão de coco. Já ouvi dizer que fazer um suco do próprio bicho no liquidificador e borrifar funciona muito bem, já que essa turma pode ser meio bandoleira, mas não é canibal. Achei punk demais e ainda não tive coragem de experimentar algo assim. Mas, se bater o desespero, essa pode ser a salvação da lavoura. Na verdade, quase nunca chego a “tratar” as plantas da minha horta. Vou observando. E percebi que, com o tempo, as infestações diminuem. É importante o solo estar fértil, plantar tudo misturado e deixar virem os mais variados bichinhos que aí as populações se autorregulam.

 

One thought on “82. Como fazer uma horta em casa

  1. olá,

    fiquei muito interessada em ter a minha própria horta em casa, aqui onde moro só tenho opção das sementes ISLA. sabe informar se são de qualidade.

    valeu!!!!

    1. Oi Joana,
      Seria bárbaro usar apenas sementes orgânicas, mas é difícil encontrar. Tem uma marca chamada Bionatur que costumo achar na Bio Fair (feira de orgânicos) que acontece em SP em julho. Mas vou comprando sementes normais também, fazer o quê. Vai em frente com as que você conseguir. Não é o ideal, mas funciona.
      Abs.,
      Claudia

  2. olá Cláudia, gostei muito do seu site, conselhos e experimentos

    eu também faço compostaagem, minhocário e horta no quintal onde moro a 2 anos, participo e aconselho o fórum do site http://www.jardineiro.net tem muita gente legal e trocamos muita experiencia, pra mim foi uma mão na roda! Apareça por lá, que você com certeza tem muito pra ensinar, e vai achar o que aprender também, né/
    outra sugestão: descobrimos que a Embrapa dá sementes pra quem quiser fazer horta doméstica, é só entrar no site, escrever pro Sac e pedir as sementes; eles te escrevem pedindo seu endereço e mandam um pacote com vários tipos – 8 a 10 tipos. É demais, experimente!
    abraços e boa sorte na sua empreitada. carmen

    1. Oi Carmen, que legal receber sua mensagem. Amei esse lance do SAC da Embrapa. E vou passear agora mesmo no jardineiro.net. Aproveito para convidar vcs para o grupo Hortelões Urbanos do Facebook, onde só rola agropapo. Bjo!

  3. Adorei as suas dicas, estou no início com muitas dúvidas, mas querendo muito acertar. Estou aki com mudas de morango e couve, com dificuldades de qual mistura de terra usar, pode me ajudar? Fico grata.

    1. Oi Angel! A receita básica para preparar a terra é: 1/3 de terra comum (de qualquer qualidade) + 1/3 de composto orgânico (ou adubo orgânico ou esterco) + 1/3 de areia (comum, vendida em loja de material de construção). Mas quantomais variados os ingredientes, melhor. Eu misturo húmus do minhocário com adubo Tsuzuki ou Bokashi (compro perto do Ceagesp em SP). Coloco um pouco de pó de café usado, casca de ovo triturada. Um tantão de farinha de osso (loja de jardinagem tem). Também coloco vermiculita (opcional) e biochar (carvão vegetal moído). O biochar ainda é quase impossível encontrar. Então carvão de churrasco quebrado (com martelo) funciona. Esse negócio de horta é que nem cozinhar: cada pessoa tem sua receita de terra. Você vai experimentanto e descobrindo o que funciona melhor. Só não esqueça de cobrir com pelo menos 5 cm de palha seca e verificar se a terra está sempre úmida (não encharcada) e fofinha. Boa sorte!

  4. EXCELENTE! ESSAS DICAS TODAS ME DEU UMA VONTADE LOUCA DE BOTAR A MÃO NA MASSA, DIGO, TERRA! PRA QUEM MORA NAS GRANDES METROPOLIS A TERRA É UM POUCO DIFICIL E COMPRAR AS VEZES É A UNICA SOLUÇÃO. A IDÉIA QUE POSSO PASSAR É VISITAR AS CONSTRUÇÕES E PEDIR UM BALDINHO DE TERRA VERMELHA QUE VOCE PODE COLOCAR EM UM LUGARZINHO NO ALTO ONDE VOCE ENTERRARÁ RESTINHOS DE CASCA DE LEGUMES E FRUTAS E RESTOS DE COMIDA, COBRINDO COM UM POUCO DE TERRA. LOGO TERÁ UMA TERRA SUPER ADUBADA E PODERÁ COMESSAR SUA HORTINHA. AS MUDINHAS PODEM SER FEITTAS EM COPINHOS DE IOGURTE E DEPOIS TRANSPLANTADAS. AS GARRAFAS PET E AS LATAS DE LEITE EM PÓ SÃO OS MELHORES AMIGOS DA HORTA SUAPENSA. “MÃOS A OBRA AMIGOS!”

    1. Oi Silvio, eu planto em sementeiras de uma forma muito caseira. Comprei duas de isopor numa loja de produtos agrícolas. A pequena uso para ervas e folhas e a que tem nichos maiores deixo para couve, pimentão, berijela e outras plantas de maior porte. Preparo a mesma terra que uso nos vasos e canteiros (1/3 terra comum + 1/3 de composto ou adubo orgânico + 1/3 de areia de construção + doses menores de farinha de osso, carvão moído e vermiculita – esses ingredientes adicionais são opcionais). Aí coloco a terra nos casulos. Quando a sementeira está quase cheia ponho as sementes com cuidado e cubro com uma camada fininha de terra. Aí é só regar 1 ou duas vezes por dia e esperar brotarem. Melhor abrigar do vento e não deixar chuva forte cair nela. Com o tempo e as conversas com outros hortelões a gente vai pegando o jeito. Boa sorte!

  5. Adorei ler as dicas, já tenho uma hortinha com ervas variadas, mas tenho vontade de ampliar, agora com caixinhas ou pequenas caixas que quero fabricar. É incrível que é verdade como aprendemos com uma pequena hortinha. Quero fazer um minhocário e vou tentando. Já faço reciclagem ou melhor separo o lixo e aproveito todo o orgânico com compostagem. obrigada adorei .

  6. olá. Parabéns pelo site. Estou querendo iniciar uma horta, mas ainda não tenho noção do que plantar e como. Claro que as dicas abriram os olhos, mas ainda queria entender melhor como iniciar, como por exemplo quanto tempo devo esperar as mudas no sementário, e as distancias entre uma muda e outra quando colocadas na horta. Vou ver se acho algum livro da area, mas uma ajuda também seria bem vinda.
    Obrigado e parabéns novamente.

    1. Oi Ernani, existem vários outros posts sobre horta no blog. É só digitar “horta” na ferramenta de busca que aparecem. Se vc estiver em São Paulo, informo que sábado darei um curso sobre horta doméstica no Quintal dos Orgânicos, Vila Madalena, das 9h às 12h. Se tiver interesse em participar, me mande um e-mail: claudia@conectar.com.br
      Abs e vamos verdejar nossas cidades!

  7. Olá, acho que me encontrei…muito boa as dicas….minhas cebolinhas, manjericão e alecrim estão morrendo e secando, deve ser a terra que falta nutrientes…vou preparar melhor a terra com as dicas de vcs.
    Obrigada.

    abraço.

  8. eu gostei de maiss obg por ter colocado no google agora vou fazer meu trabalho de ciências…………………………………obggggggggggggggggggssssssssssssssssssssssssssssssss graças a vcs tirei um 10………………….

  9. eu adorei as dicas, eu sabia das maioria mais obrigada por me explicar um pouco mais não tem tudo nesse texto mais é bom saber que alguem entende umpouco o que é agropecuaria……..bejs

  10. É muito boa a idéia e seria interessante se as pessoas buscassem fazer.
    estou pesquisando porque quero desenvolver essa atividade em casa, e, alem do mais estou buscandodesenvolver também em uma escola.

  11. Olá Claudia.Dicas maravilhosas e importantíssimas para quem quer começar sua horta.Me ajudou muito.Parabéns pela iniciativa!!

    Forte abraço.

  12. Pô, muito legal! To começando minha horta tem uma semana, meu lote aqui estava extremamente sujo! Tinha madeiras e entulhos e etc! Retirei uma caçamba de lixo jah, mas encontrei muitas minhocas, e a terra estava mais escura (ouvi dizer que é interessante). Vou fazer a coisa nas tentativas mesmo! Mas gostei das dicas que li aqui! Quando estiver mais encaminhada te mando foto!!!!! Obrigado

  13. Oi! Será que pode me ajudar? Estou plantando varias mudas( temperos) como manjericão, salsinha, pimenta, salvia, alecrim etc…Mas o lugar que eu tenho só pega sol das 11 até as 14hs. então to pensando em fazer uma cobertura com tela pra proteger do Sol forte do meio dia . Será que estou fazendo certo? DESDE JÁ AGRADEÇO!!!

    1. Oi Meiri, é muito importante observar as plantas. Será que elas estão mesmo ressecadas e queimadas, precisando de proteção contra o excesso de sol? Só você pode saber. Às vezes, colocar outras plantas mais altas perto (ex couve) ajuda bem. Se precisar reduzir a insolação pode usar sombrite (tela preta à venda em casas agrícolas) ou fazer uma coberturinha com bambu deixando umas frestas. Observe como se comportam as plantas nas várias épocas do ano, com e sem proteção. Aí você vai descobrir a melhor alternativa. Abs!

    1. 11 anos é uma ótima idade para começar a plantar! Aliás, não existe idade ruim para isso. Todos nós, habitantes da cidade, estamos retomando esse hábito milenar de cultivar alimentos. Então somos todos iniciantes e estamos aprendendo juntos. Bem-vindo à turma e se tiver dúvidas pode ir perguntando que o que eu souber posso explicar. Abs!

  14. Apreciei muito a sua dica senhora Cláudia. De bom tamanho, pro meu gosto e meu bolso. Já estou na primeira fase. Obrigado e desejo muita saúde e ótimas conquistas a vc. JValdes

  15. Achei ótima as dicas, estou na fase de “namoro” com minha horta em casa, depois das dicas to mais animado ainda.

  16. Excelentes suas digas,ja comecei minha pqna horta ,ja tenho temperos plantados em vasos,e olha q estao lindos,as folhas verdinhas uma belezura de se ver ,quero plantar mais ,e com suas digas agora sei q vou fazer a coisa certa ,alimentação saudavel é tudo de bom,a familia agradece,bjinn ate a proxima

  17. E infelizmente eu nao tive sucesso as galinhas comeram minha plantacao! mas eu sei que com esforco eu consiguo o que quero!

    Eu espero que a mensagem que esta entre os dois sinais de pontuacao servam para vcs nunca desistirem bjs e boa sorte!!!!

  18. Estou começando uma hortinha num lugar que por acaso apareceu como que de repente. tinha um pé de manjericão, outro de hortelã , de tomilho e pimenta biquinho, em vasos. Não iam pra frente. então neste cantinho plantei se mta pretensão. Mas que maravilha!!! estão lindas e viçosas. então pedi meu marido para comprar saquinhos de rúcula, cenoura cebolinha, e alface roxa. Mas não tem um negócio de ter que ir mudando qdo já estiverem grandinhas? um dia me falaram disto. Adorei as dicas. Bjs

    1. Apenas a cenoura não pode ser transplantada. No caso das verduras e ervas, você pode colocar a semente numa sementeira (à venda em lojas de jardinagem ou agrícolas) ou então em pequenos recipientes. Até rolinho de papel higiênico e casca de ovo furada embaixo está valendo. Quando as mudas tiverem ins 7 cm, transplante para o local definitivo. Felicidades com a sua horta!

  19. Muito boas as dicas, estou no inicio dos estudos ainda, e espero conseguir alguma coisa. Agradeço as dicas. Me diverti com essa parte.
    “já que essa turma pode ser meio bandoleira, mas não é canibal. Achei punk demais e ainda não tive coragem de experimentar algo assim. Mas, se bater o desespero, essa pode ser a salvação da lavoura.” kkkkk

    1. Oi Edson, como dizem alguns amigos: “se não for divertido, não é sustentável”. Vamos levando a vida com alegria e fazendo descobertas incríveis de como viver melhor com mais simplicidade. Um grande abraço!

  20. Ola,eu já comecei arrumei um arário velho e plantei cebola e coentro,e ja ensamiei mais sementes .Eu só acho difícil o adubo. mais não vou desistir ja é uma economia .gostei obrigada.

  21. GOSTEI, MAS AQUI EM CASA TEM PINTINHOS E VC NÃO IMAGINA: ELES COMEM TUDO O QUE VÊEM. QUERO DICAS, MAS MESMO ASSIM, AMEI O QUE VC POSTOU. ME SERVIU MUITO. QUERO QUE ME DÊ UMAS DICAS SOBRE COMO DISTANCIAR PINTINHOS FAMINTOS. OBRIGADA PELO QUE POSTOU, AGRADEÇO MUUUUUUUUUUITO.

  22. Adorei as dicas, achei genial e plantei couve e já colhi 2 vezes. Só não conhecia os detalhes que vou adaptar nos vasos. Um grande abraço e lindas plantações para vocês.

  23. Cláudia,
    Li um pouco do que você escreveu, sobre a compostagem, no caso da horta. Tive uma horta (grande) há cerca de 25 anos, e parei por causa da correria do dia. Estou retornando as atividdades de “hortelão nas horas vagas”. Favor me explicar melhor sobre compostagem e como fazer o minhocário. Sou de uma época tão atrasada, em que meus conhecidos, só arranjam minhocas pra pescar. Aguardo resposta.
    Um abraço do Anidesc.

  24. Oi Claudia
    Adorei suas dicas. Quero começar a minha hortinha para ter meus temperos em casa. onde moro é cidade pequena e é muito dificil achar as coisas quando a gente quer.

    A minha principal duvida é de “o que plantar”, na verdade, nao tenho acesso a comprar as sementes na minha cidade, entao queria com voce, como eu conseguiria plantar sem as sementes. Se eu comprar um molhe de salsinha, por exemplo, eu conseguiria planta-la??tenho que deixar na agua, como funciona??
    Salsinha foi só um exemplo, eu queria começar com os temperos como salsinha, coentro, alecrim, louro, hortelã,… como consigo??

    e outra, eu posso pegar uns baldes ou aqueles bandejas brancas grandes de plasticos? preciso furar em baixo, ne, mas qual a quantidade ideal de furos???

    Te agradeço por me responder!!
    Bjuss

  25. Olá Cláudia,
    Sou um hortelão caseiro, sigo suas dicas, adoro compostagem. Tenho tomate no jardim e feijão no vaso.
    O feijão secou, metade das folhas verdinhas e o resto murcho. Quando eu rego, não adianta. O que eu faço?

    1. Oi Bruno, tenho pouca experiência com feijão, mas não se trata de uma planta perene. Deu vagem, secou, colheu, acabou. Na Horta das Corujas também tivemos alguns pés de feijão que secaram. No grupo Hortelões Urbanos, do Facebook, o pessoal dá bons conselhos. Coloque lá suas dúvidas e vamos aprendendo juntos! Abs.

  26. Achei teu texto muito bacana de ler. Escrito com muita simplicidade e, claro, com muitas dicas.
    Hoje passei a tarde revirando a terra que tenho na casa que recém aluguei. Faz uma semana que estou aqui e não consegui passar o primeiro final de semana só olhando: tive que emprestar da vizinha enxada e cortadeira pra revirar o terrão que estava abandonado atrás de casa. Espero que em algumas semanas ela esteja tão fofa quanto o bolo que está no forno agora mesmo hehe
    Vou plantar algumas coisinhas lá trás. Quero dar foco aos temperos que uso na cozinha. Manjericão fresco é a coisa mais deliciosa que existe!
    Vou por teu blog nos favoritos pra eu poder sempre entrar e conferir tuas dicas. E, claro, vamos trocar figurinhas! hehehe

  27. Oi… adorei ler o que voce escreveu sobre como” lidar” com uma horta.
    Estou querendo fazer um pequeno vaso apenas para cebolinha e saisinha…, pois moro em apartamento e NUNCA tive plantas … rsrsssssss…., mas estou começando a me animar…
    Vou fazer como vc falou…, começar devagar…, e dai, se precisar de mais informações, já tenho a quem recorrer… Você!!!
    Obrigada.

  28. boa noite, adorei suas dicas e comecei hoje a preparar minha horta de 3/1 como minha terra e um pouco dura comprei terra preta mais ou menos uns 30 quilos e espalhei deu por volta de 10cm de altura sera que vai ser o suficiente para eu plantar alface, salsa e cebolinha…

    1. Marcio, tente enriquecer a terra com composto orgânico, esterco, farinha de osso, casca de ovos. Não tenha pressa, vá recuperando o solo aos poucos. É importantíssimo deixar a terra coberta com uma camada de 5 a 10 cm de palha. Tudo de bom!

  29. OI CLAÚDIA VISONI, ADOREI AS INFORMAÇÕES QUE FORAM REPASSADAS POR LENON, CRIEI CORAGEM PARA COLOCÁ-LAS EM PRÁTICA APESAR DO POUCO SOL QUE TENHO EM CASA.

  30. OI CLAUDIA, SERÁ QUE VOCÊ ME AJUDAR, TENHO UMA PALMEIRA NO QUINTAL E A RAIZ SE ESPALHOU PARA OS LADOS, TIREI O QUE PUDE DA RAIZ MAS É MUITO PROFUNDA, A PERGUNTA É POSSO COLOCAR TERRA E FORMAR MINHA HORTA DO LADO DA PALMEIRA , OU SERÁ QUE A RAIZ VAI VOLTAR A SUBIR
    AGUARO ANCIOSA UM RETORNO.
    ABRAÇO

    1. Oi Cida, não entendo nada de palmeira. Será que as raízes retiradas não vão afetar a estabilidade da árvore? De qualquer modo, horta vai se renovando sempre. Experimente plantar no local e vá observando. Mas não precisaria tirar as raízes. Você poderia fazer um canteiro um pouco elevado colocando composto orgânico e usando telhas, pneus ou algo para apoiar a lateral do canteiro. Vai tentando aí que a gente aprende é com a experiência. Boa sorte!

  31. meu professor quer montar uma pequena horta na escola ele explica vários assuntos atraves do trabalho com a horta. acho enteressante mas será que vai dar certo? ele visitou conosco o seu blog.

  32. Ola Claudia , gostei das suas dicas . Sou do interior e tenho bom espaço de quintal onde mantenho a minha horta domestica . Uma dica , preparo para a minha terra um composto com sóbras de quitanda e feirinhas do bairro descartados para o lixo todo os dias . Coloco na mistura 40% de estêrco animal encontrado em currais , 10% de estêrco de granja de frango , bastante folhas sêcas , papel jornal bem picado , e 20% de serragem de madeira . Este material é molhado a cada semana e cobérto com lona plástica para à decomposição . Após 30/40 dias esta pronto para ser adicionado na terra em pequenas partes pois fica muito forte e pode evitar a criação de minhocas . Espero ter colaborado . Um abraço .

  33. ola claudia sou de campo grande ms estou querendo fazer uma hortinha no fundo do meu quintal tenho 67 anos ja passei por muitas tristezas ,pois em minha casa deus levou minha filha meu marido e meu neto, tenho um irmao que tem auzaime eu cuido dele tem 80 anos e nao encherga gostaria de fazer uma hortinha para me distrair.Estou lendo tudo aqui para ficar por dentro dos afazeres fone 067 505050; obrigada,estou com saude com as graças de deus ate mais . 04/01/2014

  34. ola sou de cianorte parana ,adorei suas dicas gostaria de saber se fiz errado em colocar pedras em baixo da terra vegetal e depois plantar minhas mudas fiz errado.

  35. Olá Claudia quero começar uma horta tenho espaço e mtos pés de fruta como manga , jabuticaba acerola bom minha pergunta é a seguinte essas folhas que caem desses pés posso usar como adubo ?

    1. Eduardo, folhas secas são ouro numa horta! A terra dos canteiros sempre deve estar coberta com uma camada de 5 a 7 cm de matéria orgânica morta. Ou seja, palha ou folhas secas. Elas ajudam a manter a temperatura mais estável, guardam umidade, impedem lixiviação e ainda fornecem nutrientes para as plantas!

  36. oi estou muito interessada em começar fazer uma horta no meu quintal já que agora moro numa casa que tem espaço estou pegando bastante dicas preciso saber se a horta precisa de tapagem ou pode ficar exposta ao sol .

    1. Depende. As plantas precisam de pelo menos 4 horas de sol direto por dia. Se o seu canteiro estiver num local muito ensolarado e descampado, fazer proteção com sombrite ou outras plantas pode ser necessário. Vá experimentando…

  37. Olá Claudia vou começar uma horta meu espaço é de 10m/2 como posso fazer a seleção das plantas ? Já limpei ,vou colocar uma camada de 20 cm de terra vegetal.
    Você acha que tenho que misturar algum composto na terra ? Qual?

    1. Oi Rogério, 10m2 para começar é bastante. Para adubar a terra vc pode comprar esterco, terra adubada ou, melhor ainda, produzir seu composto com minhocário ou ao ar livre. O ideal é fabricar o próprio adubo (composto orgânico) e adquirir só complementos. Eu compro farinha de osso e esterco para misturar no que produzo. Plante o que você tem vontade de comer. Ervas são mais fáceis de cuidar no início. Faça experiências e aos poucos vc vai descobrir as plantas mais adaptadas ao seu espaço e que mais “gostam” de ser cultivadas por vc. Vá sem pressa, aproveite cada tentativa, acerto e erro.

  38. AINDA NÃO CONHECIA ESSA INFORMAÇÕES. MAS DEPOIS QUE LI SUAS DICAS, CONFESSO QUE ME DEU UMA VONTADE TREMENDA DE INICIAR JÁ PELO MENOS UMA PLANTAÇÃOZINHA DE CEBOLINHA E COENTRO E QUEM SABE UM TOMATEIRO PARA COMEÇAR. LINDAS COLHEITAS PRÁ VOCÊ.

  39. Olá bom dia. Iniciei minha horta em casa e estou muito feliz e ansiosa em ver minha varanda toda verde e viva. Vou acompanhar de perto a evolução delas. Quero produzir o que puder de temperos e ervas medicinais, ainda que não tenha espaço de terra, farei horta vertical e em vasos.

  40. Vou começar minha horta caseira, pensei no qintai, em vasos, me preocupa a falta de cobertura por causa das chuvas, isso pode ptejudicar plantas como tomate, cebolinha e aldace?

  41. Vai minha contribuição: moro em casa térrea. Há 6 meses não jogo lixo orgânico fora. De casa só sai lixo reciclável. Os restos de alimentos prontos alimentam a cadela, por causa do sal (cloreto de sódio) prefiro não aproveitar na compostagem. Todo resto de cascas, de verduras, frutas, casca de ovos, lácteos, guardanapos de papel, folhas de poda, etc , vão para a composteira. Coloquei lá algumas dezenas de minhocas e elas procriaram em número bastante grande e estão todas muito saudáveis. Inovei fazendo minha composteira de tela de nylon, visto ela ficar em cima da terra e não em piso cimentado. Tenho quase meio metro cúbico de compostagem pronta para uso. Recomendo que assistam Efrain Rodrigues no youtube ( http://www.youtube.com/watch?v=EAqcvst0U40 ). Vencido o primeiro passo de gerar material orgânico vamos plantar.

  42. Claudia,

    Boa noite e obrigada pela sugestão. Após criar meus quatro filhos, me aposentar e
    divorciar. Estou retornando a origem. Retomei minha casa, que estava alugada, resolvi reforma- la e viver lá . Comprei um galo e uma galinha. Já plantei banana, chuchu, manga, laranja, tangerina, coco, graviola e mandioca. Hoje quando fui dar milho para a galinha, pensei, por que não plantar milho ?! Então mãos a obra.
    Que lindo o frango virou um galo e esta cantando. Estou muito feliz. Não vejo a hora de me mudar para junto de minhas crias.
    Beijos,

    Elza

    , limao, pitanga, ,p erdeus e

  43. Peço que por favor, se possível,me auxíliem a esclarecer algumas dúvidas. Estou montando canteiros para hortaliças em alvenaria, com paredes de 0,5 m de altura e pretendo ‘fazer’ solo que vai compor esses canteiros com uma substrato ideal para a produção de hortaliças para consumo doméstico. Penso em colocar 2 partes de areia (Capa de areola, encontrada em loja de materiais de construção) + 1 parte de argila + 1 parte de marteria orgânica (60% terra vegetal recolhida em floresta, 30% de esterco de cavalo curtido e 10% de húmus de minhoca), essa composição de substrato é ideal para horta? Devo adicionar ainda NPK ? Adiciono calcáreo? Caso afirmativo, em que proporção e qto tempo antes do plantio das mudas das hortaliças? Agradeço muitíssimo o auxílio.

    1. Oi Marcos, não sou agrônoma e minha experiência como agricultora ainda é limitada. Ao que parece a mistura que vc está pretendendo fazer vai dar uma boa terra para o cultivo das suas hortaliças. Mas é com tentativa e erro que a gente vai aprendendo e, sobretudo, muita troca de experiência. Se vc está no Facebook, entre lá nos Hortelões Urbanos e coloque sua dúvida que vai gerar uma conversa boa. Abs!

  44. Oi eu tenho uma pequena horta em minha casa eu tenho plantado aqui jiló, couve, pimenta, quiabo, berinjela e alface. estou querendo planta tomate, pepino, cenoura e rabanete, devo fazer as mudas primeiro ou já posso planta diretamente no lugar.

    o

  45. ola! mt boa suas dicas
    moro em petrolina-pe
    comprei um pedacinho de chão ,uns 3 h kkkkk
    estou separando uma parte para horta e suas dicas
    para mim foram esclarecedoras principalmente qnt a espera
    de plantar, achei que preparava a terra num dia e plantava no outro kkkk
    eu ja tenho mt plantas frutíferas e macaxeira.agora quero fazer uma horta bem surtida

  46. usei esse inseticida feito de fumo um pouco de detergente um pouquinho de oleo de soja e agua foi otimo dou umas esborrifadas uma vez por semana e estou controlando as praguinhas ,e meus pes de tomate estao lindos. minha horta e bem pequena tenho algumas ervas ,pepino e agora esperando para colher os tomates.

  47. Muito interessante! Estava atrás de uma informação que nem precisei perguntar. Já estava na explicação! Obrigado e parabéns. Sou marinheiro de primeira viagem. Mas o que plantei, está desenvolvendo.

  48. Vou começar a vida hortelã, me mudei para uma casa que tem um pedaço de terra e vou mesclar entre plantações em solo e vertical. Estou a pesquisar como fazer, porque aqui conto apenas com a intuição, nenhuma especialização ou contato mais próximo, rs.

    Partilho algo da minha intuição. A parte de terra da casa está muito judiada, fizeram desta parte um grande centro de lixo. Então tem muuuitas pedras, madeiras e objetos diversos. A primeira coisa que meu coração intuiu foi de tirar toda essa lixaiada. Comecei a fazer, mas ainda há mais trabalho. Hoje pesquisando sobre como fazer horta vertical, encontrei este texto. E fortaleceu minha ideia inicial.

    Agradeço pela partilha e pelo que aqui instruiu.

    B-joletas

  49. Eii.. Parabéns pelo post. Vc explica super bem. Li que vc tem cachorro. Eu também tenho e ela sempre dá um jeito de acabar com o que planto. Li algumas idéias de colocar frutas cítricas perto das plantas para espantar e até que funciona, mas a área plantada é grande e não da para ficar colocando cítricos toda semana. Vc faz como com seu cão para ele não mexer na terra e nos elementos plantados?

  50. fiz uma hortinha de garrafas pet, plantei algumas hortaliças elas nasceram mas não se desenvolvem, pois criaram uma manchinha branca no pezinho delas e acabam morrendo, gostaria que vcs me ajudassem se for possivel

    1. Oi Patrícia, em que cidade você está? Em São Paulo, o Sabor de Fazenda (Vila Maria) é um ótimo lugar para comprar mudas orgânicas de ervas. Já mudas e sementes orgânicas de hortaliças são muito difíceis de achar. Recomendo participar dos encontros do Semear Conhecimentos. E trocar mudas e sementes com outras pessoas que têm hortas. Mas o importante é começar a plantar, então até muda de pacotinho comprada em loja de jardinagem está valendo. Se você não usar adubo químico nem agrotóxico, vai cultivar plantas orgânicas, sobretudo se recolher as sementes que suas plantas derem e começar a plantá-las. Boa sorte! 🙂

Deixe um comentário para Anides Soares Coutinho Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *