68. 10 razões para optar pelo orgânico

couve linda
Essa couve linda é da minha horta! 🙂

1 – É mais saudável para o consumidor
Os adubos químicos possuem apenas três componentes (nitrogênio, fósforo e potássio) enquanto os orgânicos têm também cálcio, magnésio, boro, zinco e vários outros elementos, além de proteínas, vitaminas, enzimas e aminoácidos. Portanto, os alimentos produzidos dessa forma são mais nutritivos. Além disso, pesticidas, hormônios e antibióticos aplicados na agricultura e na pecuária convencionais persistem nos produtos. Não adianta lavar, pois essas substâncias os impregnam internamente. 

2 – É mais saudável para o produtor
As maiores vítimas dos agrotóxicos são as pessoas que os manuseiam diretamente e que vivem perto das plantações tratadas quimicamente. Casos de envenenamento agudo não são incomuns, mas na maioria das vezes a contaminação se dá pouco a pouco, dia após dia, com consequências muito graves para a saúde.

3 – É mais justo
Produtores orgânicos só obtêm certificação se cumprirem rigorosamente todas as leis trabalhistas e oferecerem condições dignas aos trabalhadores do campo. A fiscalização por parte das entidades certificadoras é frequente.

4 – Preserva a pureza da água
Pesticidas e metais pesados utilizados nos compostos agroquímicos infiltram-se em lençóis freáticos e riachos. A eliminação da mata ciliar e o desrespeito à reserva legal de vegetação nativa, situações comuns no agronegócio convencional, comprometem nascentes e rios.

5 – Mantém a fertilidade do solo
Produtores orgânicos de pequeno porte não praticam a monocultura, não utilizam mecanização intensiva, só aplicam adubos de fontes naturais, mantêm a cobertura vegetal sobre o solo, fazem adubação verde, rotação de culturas e tomam precauções contra a erosão. Todos esses procedimentos preservam — e muitas vezes aumentam! — a capacidade produtiva do solo ao longo dos anos.

6 – Dá uma força para as pequenas propriedades agrícolas
Na agricultura convencional de larga escala, os pequenos não têm vez. O negócio só dá lucro na base do latifúndio, da monocultura e do consumo incessante de insumos caros. Os pequenos produtores quebram, empobrecem e muitos acabam tendo que vender suas terras e mudar para a periferia das cidades, iniciando um ciclo vicioso de problemas sociais. 

7 – Protege a biodiversidade
Na agricultura convencional, os agrotóxicos matam indiscriminadamente pequenos animais e afugentam pássaros. As sementes e espécies crioulas (nativas) são desprezadas. Reservas legais de mata comumente são desrespeitadas e a monocultura é priorizada. Todos esses fatores que contribuem para reduzir a biodiversidade não estão presentes na agricultura orgânica realizada em pequenas propriedades.

8 – Diminui a emissão de gases do efeito estufa
Fertilizantes químicos consomem muita energia na sua produção, geralmente de fontes petrolíferas. Por isso, as indústrias do setor ão grandes emissoras de gases relacionados ao aquecimento global.

9 – Deixa um mundo melhor para a próxima geração
A agricultura baseada em produtos químicos só resulta em produtos mais baratos porque não cuida dos problemas ambientais e de saúde pública que provoca, deixando para o futuro a difícil missão de solucioná-los. Caso fossem computados os gastos com despesas médicas, o pagamento justo aos produtores, os investimentos necessários para recuperar as fontes hídricas e a fertilidade do solo, seu preço seria muito superior ao dos produtos orgânicos. Quem consome orgânicos está pagando por benefícios indiretos para todos, como melhor qualidade da água, do ar, redução da temperatura terrestre e das erosões. 

10 – É mais gostoso
Além de todos os benefícios para a saúde, o meio ambiente e as relações sociais que a produção orgânica proporciona, os alimentos produzidos desse modo são muito mais saborosos. Essa é a opinião de chefs de cozinha renomados — como Alex Atala, Rodrigo Oliveira e Ana Luiza Trajano — e de milhares de consumidores em todo o mundo.

EXPLICANDO…
Esse post tem a ver com algumas novidades.

A primeira é que estou fazendo um curso online de agricultura orgânica e resolvi gastar os novos conhecimentos (rs). Meu professor é o engenheiro agrônomo Silvio Roberto Penteado, que publica os blogs www.viaorganica.com.br e www.agrorganica.com.br

Também estou envolvida com o lançamento do novo site da empresa Alimento Sustentável, que tem produtos orgânicos superbacanas (incluindo peixe, frango e ovos), faz entregas a domicílio em São Paulo e usa embalagens retornáveis. Veja lá: www.cestaorganica.com.br; www.pescadooriginal.com.br; www.queijoartesanal.com.br.

E continuo indicando as cestas orgânicas distribuídas pelo Sítio A Boa Terra (www.aboaterra.com.br), dos meus queridos amigos Joop e Tini.

One thought on “68. 10 razões para optar pelo orgânico

  1. Oi Rê, legal mesmo, agradeço muito você ter nos apresentado. Sobre o Himalaia é mais complexo, pois as crianças já têm a preferência delas… Bjo!

  2. Lu, adorei o 11º motivo! Você e o Tales estão convidadíssimos para passear numa horta urbana em SP, onde você mesma poderá colher couve. Bjo!

  3. Oii, eu queria saber se há uma alternativa mais orgânica para shampoos e sabonetes, e quais consequências esses produtos causam da natureza. Obrigada! 😀

    1. Olá Carolina, existem sim algumas marcas orgânicas no mercado, mas não é muito fácil encontrar. Além de evitar o contato da pele com produtos químicos, os cosméticos orgânicos são produzidos de uma forma que não contamina a água, o solo e o ar com agrotóxicos, o que é muito importante sobretudo para proteger a saúde dos trabalhadores e comunidades rurais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *